Bolsonaro e o fim do Estado-Nação

Por Michel Aires de Souza Dias Ao contrário do nacionalismo ideológico propagado por Bolsonaro, seu grande objetivo é a destruição do Estado-Nação. Desde o início de seu mandato vimos o fim do Ministério do Trabalho, a desregulamentação da economia, a desregulamentação das leis trabalhistas, o abandono das políticas de conteúdo nacional, a desnacionalização da Petrobrás, […]

A história da punição: por que a justiça não pune os ricos e poderosos?

  Desde sua origem a punição penal sempre teve um caráter pedagógico, servindo como uma estratégia mais ampla para controlar os pobres. Ela nunca foi  um instrumento para punir os ricos e poderosos. Nesse sentido, o castigo deve ser visto, não como uma resposta social à criminalidade dos indivíduos, mas com profundas implicações na luta […]

Por que a democracia está em crise?

Por Michel Aires de Souza Dias O avanço da extrema-direita em nossa atualidade é o sinal de que há uma grande crise nas sociedades democráticas. Na Turquia vimos a subida ao poder de Recip Erdogan; na Hungria, Viktor Orbán; nos Estados Unidos, Donald Trump; no Brasil, Jair Bolsonaro. Todos eles com um discurso conservador, autoritário […]

Pierre Bourdieu: espaço social e a construção da nossa visão de mundo

Por Michel Aires de Souza Dias      Em sua sociologia, Bourdieu não pensa o sujeito nem de forma isolada, como um ser autônomo, consciente, com um conjunto de características e qualidades particulares e nem determinado mecanicamente por leis objetivas, que comandam todo o comportamento humano. Ele procura compreender o sujeito historicamente através de suas […]

Pierre Bourdieu: educação, trabalho e a manutenção da ordem social

 Por Michel Aires de Souza Dias        Desde o iluminismo, no século XVIII, a educação sempre foi vista como uma instância de transformação e equalização social, estando ligada a princípios democráticos.  Os iluministas  acreditavam que  por meio da educação   o homem como construtor da cultura  deveria ser capaz discernir,  avaliar e agir […]

Uma breve reflexão sobre o amor

  Por Michel Aires de Souza Dias       O amor em sua essência tem um duplo sentido. O mito do nascimento de Eros nos mostra a ambivalência do amor.  Esse mito foi contado por Diotina da Mantineia em um debate com Sócrates, no livro o Banquete de Platão, escrito no século IV antes […]

Por que ler Vidas Secas?

Por Michel Aires de Souza Dias            Todos os que leram o livro “Vidas Secas”, de Graciliano Ramos, devem ter percebido a grande dificuldade do personagem principal em compreender as suas circunstâncias e a si mesmo. O livro conta a história de Fabiano e de sua família em uma Odisseia pelo […]

Norbert Elias: como nos tornamos civilizados

Por Michel Aires de Souza O sociólogo Alemão Norbert Elias,  em seu livro “O processo civilizador: uma história dos costumes”, conseguiu compreender muito bem a ligação que há entre a vida dos indivíduos e as estruturas da sociedade.  Este é um belo livro que todos deveriam ler para saber como nos tornamos civilizados.  Na história […]

A felicidade e a crise do estilo de vida no mundo contemporâneo.

Por Michel Aires de Souza         No mundo contemporâneo o estilo de vida entrou em crise. Os valores da modernidade, as tradições, as crenças, as verdades e as formas de conduta se relativizaram.  Essa relativização aconteceu por causa do avanço do progresso do pensamento e dos conhecimentos técnicos e científicos.  Vivemos numa época […]

Os cinco maiores arrependimentos no leito de morte

Por Michel Aires de Souza Dias Bronnie Ware é uma enfermeira australiana que, depois de muitos anos de trabalho com doentes terminais, escreveu um livro, The top five regrets of the dying (os cinco maiores arrependimentos dos que estão morrendo). Ao perguntar aos pacientes do que eles mais se arrependem na vida, ela encontrou um certo padrão […]

Nietzsche e a filosofia como libertação

Por Michel Aires de Souza Nietzsche pode ser considerado um dos filósofos mais importantes do mundo contemporâneo, sendo o grande responsável pela “crise da modernidade”. Nasceu em Roecken (1844), na Prússia, estudou filologia em Bonn e Leipzig, tornou-se professor de filologia clássica na Universidade de Basiléia, na Suíça, em 1869. Foi influenciado pela filosofia pessimista […]

Sartre e a Origem da Angústia

Por Michel Aires de Souza Dias       O grande problema do homem moderno é a falta de sentido  da vida e o vazio de sua  interioridade.  O indivíduo não sabe o que quer e também não sabe o que sente.  Constantemente vive reclamando da vida e em conflito consigo mesmo. Algumas vezes encontra-se  […]

O mal-estar no mundo contemporâneo

Por Michel Aires de Souza Dias          Em seu texto de 1920, “O mal-estar na civilização”, Freud concluiu que o homem não pode ser feliz na civilização. Mesmo com todo o avanço técnico e científico alcançado desde os primórdios da humanidade, o homem não se tornou mais feliz.  Ao refletir sobre o propósito […]

Marx e Nietzsche:um diálogo possível

Por Michel Aires de Souza Será que é possível aproximar as filosofias de Marx e Nietzsche? Suas teorias são completamente contrárias, pois um filosofa sobre a escassez e o outro sobre a superabundância; um filosofa para os trabalhadores, pobres e oprimidos e o outro para os fortes e dominadores; um filosofa sobre a política e […]

Teoria do valor em Marx e a educação

Por Michel Aires de Souza Dias       A relação entre teoria marxista e educação já foi pensada de múltiplas e variadas formas. A partir das ideias de Marx surgiram teorias educacionais, métodos e práticas de ensino. Gramsci (1982), já no início do século XX, a partir das reflexões de Marx sobre educação, desenvolveu […]

Educação e Emancipação em Adorno

Por Michel Aires de Souza Dias           Adorno avaliou em seus textos sobre educação que  que a formação no mundo contemporâneo  reproduz os valores, o imaginário e as condições sociais dominantes do sistema cultural.  Na falta de uma consciência crítica, a realidade política, econômica e social determina o indivíduo em seu […]

A origem do mundo do trabalho

Por Michel Aires de Souza O  mundo era totalmente desconhecido e rural para a maior parte da população da Europa no final do século XVIII.  Nesse período,  a vida era pacata e as pessoas viviam e morriam no local onde nasciam.  Elas não sabiam ler e as notícias do mundo vinham através de viajantes itinerantes […]

Nietzsche: por que devemos nos tornar criança?

Por Michel Aires de Souza Audentes iuvat sorte* Muitas pessoas ignoram o que querem e, também, o que sentem, são cheias de dúvidas e indecisões, parecem não possuir uma experiência definida de seus desejos e necessidades.  Comumente sentem angústia, solidão, medo e ansiedade. Seu senso de realidade surge daquilo que os outros dizem e pensam […]

O que é paradigma segundo Thomas Kuhn?

Por Michel Aires de souza  Entender as ciências é conhecer sua prática, seu funcionamento e seus mecanismos. É compreender o comportamento do cientista, suas  atitudes e suas decisões. Foi a partir da compreensão da prática do cientista que Thomas Kuhn desvelou os mecanismos internos das ciências. Para ele, as ciências evoluem através de paradigmas.  Paradigmas […]

Wittgenstein: o que é pensar cientificamente?

Por Michel Aires de Souza Diga-lhes que esta vida não cessou de me maravilhar”   (Wittgenstein)          O empirismo clássico postula que a experiência é o critério de todo o conhecimento. Somente as ideias e os conceitos provenientes das impressões sensíveis são significativos. Somente o conhecimento proveniente das sensações e percepções são relevantes para as ciências.  Wittgenstein, […]

Como é se sentir um morcego: subjetividade e objetividade em Thomas Nagel

Por Michel Aires de Souza Para Nagel compreendemos muito pouco as relações entre mente e corpo, assim como as características mais importantes dos fenômenos mentais conscientes. As atuais análises sobre esses problemas são de caráter reducionista. A redução consiste em considerar certas ordens de fenômenos como sujeito às leis mais bem estabelecidas de uma outra […]

O que é estrutura social?

Por Michel Aires de Souza   Não é possível pensar o conceito de sociedade sem o conceito de estrutura social. A sociedade é uma totalidade composta de partes interdependentes.  A estrutura  é a forma como a sociedade se organiza, essa forma é objeto de estudo da sociologia.  Quando os indivíduos que compõem a sociedade se […]

Aristóteles: a felicidade como sabedoria prática

     Por Michel Aires de Souza Aristóteles (384-322 a.C) nasceu em Estagira (Macedônia). Seu pai era médico do rei Felipe da Macedônia. É considerado, juntamente com Sócrates e Platão,  um dos mais influentes filósofos gregos do mundo ocidental.  Foi aluno de Platão e educou Alexandre, o Grande. Criou o pensamento lógico e a biologia como […]