O que é estrutura social?

Por Michel Aires de Souza

Não é possível pensar o conceito de sociedade sem o conceito de estrutura social. A sociedade é uma totalidade composta de partes interdependentes.  A estrutura  é a forma como a sociedade se organiza, essa forma é objeto de estudo da sociologia.  Quando os indivíduos que compõem a sociedade se relacionam entre si,  eles engendram  as estruturas da sociedade. Essas, por sua vez, também determinam as  ações dos indivíduos. A partir disso, há duas formas de teoria social:  uma procura analisar as ações dos indivíduos, buscando entender como elas determinam  as  estruturas da sociedade.  Por essa perspectiva, o indivíduo é imanente à sociedade, pois a partir de suas ações ele produz a sociedade. O principal teórico representante desta teoria social é Max Weber. Por outro lado,  há aqueles que analisam a sociedade como algo constituído e procuram entender como suas estruturas determinam as ações dos indivíduos. Neste caso, a sociedade transcende o indivíduo, pois é independente dele.  Seu principal teórico é Émile Durkhein.  

            Refletir sobre as estruturas sociais é procurar entender o significado e funcionamento da sociedade.   Não existe sociedade sem uma estrutura social. Esse fato é importante, pois explica as diferenças entre os sistemas sociais e os padrões de experiência e comportamentos humanos que constituem a vida social. Através da reflexão sobre as estruturas sociais é possível compreender como os homens se comportam socialmente. 

             A estrutura social revela o comportamento dos indivíduos. Em toda sociedade o conjunto de seus membros exercem papéis sociais. As ações sociais são mediadas por expectativas de comportamento. A expectativa em relação ao comportamento de um pai difere da expectativa em relação a um policial. O papel social de um padre é diferente do papel social de um político. Todos os membros de uma sociedade se e relacionam a partir de uma estrutura normativa. 

          Existem várias características que  fazem parte da estrutura social. Uma das mais importantes são as relações de parentesco. Elas são partes intrínsecas de qualquer sociedade,  são partes das relações sociais. Toda sociedade tem um modelo de estrutura familiar. Cada sociedade possui um padrão de funcionamento da família, sendo importante instituição  social exercendo  grande função na estrutura social.

         É importante frisar que as estruturas sociais podem se modificar. Essa mudança pode ser impulsionada a partir de uma mudanças nas normas, nas regras, no comportamento ou na base econômica e política de uma sociedade.  As transformações políticas e econômicas que surgiram na idade média foram responsáveis  por modificar as estruturas rurais,  criando novas estruturas, a sociedade industrial. 

         No livro de Ítalo Calvino, “As cidades invisíveis”, o personagem Marco Polo relata ao imperador Khan a descrição da cidade de Ercília. O que é inusitado em sua descrição é o relato das estruturas da sociedade de Ercilia,  que são materializadas através de fios coloridos colocados sobre as casas.  É possível compreender essas estruturas a partir da observação direta, elas não aparecem apenas como  formas transcendentes, que surgem apenas da análise das relações sociais, políticas e econômicas dessa sociedade. O simples olhar dos fios nos desvela todas essas estruturas. Vejamos  essa descrição.  

        “Em Ercília, para estabelecer as ligações que orientam a vida da cidade, os habitantes estendem fios entre as arestas das casas, brancos ou pretos ou cinza ou pretos-e-brancos, de acordo com as relações de parentesco, troca, autoridade, representação. Quando os fios são tantos que não se pode mais atravessar, os habitantes vão embora: as casas são desmontadas; restam apenas os fios e os sustentáculos dos fios.

“Do costado de um morro, acampados com os móveis de casa, os prófugos de Ercília olham para o enredo de fios estendidos e os postes que se elevam na planície. Aquela continua a ser a cidade de Ercília, e eles não são nada.

“Reconstroem Ercília em outro lugar. Tecem com os fios uma figura semelhante, mas gostariam que fosse mais complicada e ao mesmo tempo mais regular do que a outra. Depois a abandonam e transferem-se juntamente com as casas para ainda mais longe.

“Deste modo, viajando-se no território de Ercília, depara-se com as ruínas de cidades abandonadas, sem as muralhas que não duram, sem os ossos dos mortos que rolam com o vento: teias de aranha de relações intricadas à procura de uma forma.”

         Como podemos notar, toda a estrutura social de Ercilia pode ser compreendida apenas pelos fios.  Ali de forma simbólica está representado as relações sociais, as estrutura de poder, as relações de parentesco e  representação.   Os fios multicoloridos devem ter surgido como um modo simbólico para  organizar  a sociedade de Ercilia,  que cada vez mais tornava-se  complexa. Para se  reproduzir  a forma da cidade em outro local, foi necessários a seus habitantes criar essas estruturas com fios. Toda mudança quantitativa no aumento de seus habitantes ou na criação de novas relações exigia novas estruturas de fios. A estrutura social representada pelos fios refere-se  ao nível de racionalidade da sociedade de Ercilia. A racionalidade é  a relação calculada entre meios e fins.  A ação racional  com relação a fins baseia-se no fato de que o indivíduo orienta sua ação levando em conta os fins, os meios e as consequências implicadas nela. A racionalidade sendo ação calculada  está presente nas estrutura sociais demonstrando o nível de organização social daquela cidade.

 

22 thoughts on “O que é estrutura social?

  1. Podemos dizer, então, que dentro de um grupo social, por exemplo, a família tradicional, a Estrutura social seria baseada no papel de provedor do pai (e de formador de opinião mor, de superhomem e etc), de cuidadora do lar e da educação do filho, por parte da mãe (e de representação da delicadeza das mulheres, da sensibilidade e etc), e da aprendizagem e expressão da boa educação, por parte do filho, enquanto, a Organização social, seria baseada na relação de dominação existente entre pais e o filho, relação econômica (dependência) entre mãe e filho com o pai, e relação de submissão entre mãe e filho com o pai?

    1. Olá Vinicios,

      O conceito de estrutura social é um conceito que se refere a organização das partes que compõe determinada sociedade, ou seja, se refere as relações que ligam entre si as várias partes do sistema. Certa estrutura social caracteriza certa forma de organização social. A organização de uma sociedade não se refere apenas as relações de dominação, mas a forma como as várias estruturas que compõe determinada sociedade se inter-relacionam.

      Na civilização ocidental podemos fazer uma relação entre a familia tradicional e a organização social. A estrutura familiar tradicional foi determinada nas sociedades gregas, surge com o Pater ou Déspote chefe do Genos (familia). O pater era o patriarca, tinha poder absoluto sobre o Genos. Com a evolução dos genos surgiu as tribos, depois os clãs e, mais tarde, os Demos (povo). Daí a figura do déspota que governa de forma absoluta o povo. As formas de organização social como monarquia, absolutismo, aristocracia, tirania são herdeiras daquelas antigas relações de parentesco e dominação das sociedades gregas.

      Abraços
      Michel Aires

  2. Já que os pais determina a vida do filho, como o filho pode ter papéis sociais diferentes das do pai. Por exemplo, o pai era agricultor por subsistência no ano de 2005 e o filho em 2012 já andou por vários lugares e hoje é gerente de projeto?

    1. Olá Vanderlei,

      Quando vivemos em sociedade nós temos que exercer vários papéis. Eu sou professor, sou pai, sou filho, sou eleitor, sou ciclista, sou cristão. O sociólogo que mais estudou esse conceito foi Talcott Parsons. Em seu ponto de vista o papel social serve de distinção entre os indivíduos. A se comporta com B de determinada maneira. É um comportamento intencional, mas também regular e recorrente. São as regras sociais que determinam os papéis que exercemos na sociedade. Espero que tenha entendido.

      Abraços
      Michel

    1. Olá Rubem Junior,

      Vou dar um exemplo simples, vamos comparar alguns aspectos da estrutura social da Arábia Saudita e do Brasil, para que você compreeda melhor esse conceito . A Arábia Saudita tem uma forma de governo monarquico, sua forma de estado é unitário, não há um sistema partidário, pois o sistema de governo é absoluto, sua religião é mulçumana, sua lingua oficial é o Arabe, sua constituição é baseada no alcorão, sua educação é baseada nas leis islâmicas. O sistema jurídico prescreve pena de morte e o castigo físico, como amputação das mãos e dos pés para os crimes, como assassinato, roubo, estupro e tráfico de drogas, assim como homossexualismo e o adultério. O Brasil tem uma estrutura social bastante diferente, sua forma de governo é republicana, a forma de estado é a federação, o sistema partidário é pluripartidário, o sistema de governo é presidencialista, a religião é predominante católica, sua lingua oficial é o português, sua constituição é fundamentada em princípios democráticos, a educação é determinada por uma lei orgânica (LDB), o sistema jurídico é baseada no código civil, onde prevalece o direito civil. Nessa exposição eu deixei muitos aspectos de fora, como a familia, a culura e a economia, que também são partes da estrutura social, mas acho que com esses conceitos já é possível ter uma noção de estrutura social.

      Abraços
      Michel

  3. OLá professor!
    Minha professora falou que a estrutura social é estática, o que muda são as pessoas. Eu discordei pensando exatamente no que acabei de lê sobre os fatores que alteram a estrutura social . Gostaria da sua opinião professor.
    Abraço
    Silvana

    1. Olá Silvana,

      É necessário distinguir entre estática social e dinâmica social. Existem leis gerais da ordem social que realmente são permanentes em todas as sociedades como, por exemplo, a familia, a economia e a religião. Essas estruturas se modificam de sociedade para sociedade, contudo elas são permanentes no sentido em que são as condições de existência de todas as sociedades.

      Abraços

      Michel Aires de Souza

  4. Professor,
    Deixe-me vê se entendi: atualmente na estrutura familiar não tem um só modelo como sempre vimos, pai representado por um homem, mãe por uma mulher e filhos, hoje vimos dois homens ou duas mães com filho, e assim sucessivamente..Professor, essas alterações podemos classificar como uma dinâmica nos papeis a exercer diante da sociedade ou uma mudança na estrutura social? Desculpe professor mais ainda estou confusa, entendi mais não compreendí rsrsr
    Abraços
    Silvana

    1. Olá Silvana,

      Uma escola tem um Diretor, vice-diretor, secretária, serventes, professores. Cada um ocupa uma função, um papel social. Todas as posições e papéis estão interligados formando uma estrutura, uma totalidade orgânica. Essa estrutura é estática, uma vez que necessariamente toda escola somente é escola se tem essas posições e funções. Já a organização é dinâmica, pois se refere as relações sociais que se estabelecem entre as partes. Contudo, tanto a estrutura social como a organização são passíveis de mudança. A estrutura social não é uma forma apriori, eterna. Pense, por exemplo, na estrutura de uma máquina de escrever que evolui e se tornou um computador. O teclado de uma máquina de escrever tem a mesma função de um teclado de computador, mas eles são muito diferentes. Imagine, por exemplo, que um dia, o homem, com as descobertas das ciências, conheça a estrutura do universo e deixe de acreditar em Deus substituindo a religião pela filosofia. O que muda é uma das estruturas da sociedade.

      Abraços
      Michel

    1. Olá Hugo,

      Infelizmente eu não tenho conhecimentos de arquitetura para que possa relacioná-las de forma sistemática. Como você percebeu em meu texto, eu usei a cidade de Ercília para poder mostrar que a estrutura social dessa cidade era determinada pela arquitetura É possível compreender as relações sociais, políticas e econômicas dessa cidade pela observação direta de sua arquitetura. Mas fazer elucubrações sobre isso eu não posso.

      Abraços
      Michel

    1. Olá Thais,

      Uma estrutura social sustentável é aquela que deve ser capaz de se desenvolver sendo capaz de planejar e harmonizar o desenvolvimento econômico com a conservação e manutenção do meio ambiente. Ela também deve ser capaz de não comprometer os recursos naturais pensando nas gerações futuras.

      Abraços
      Michel

  5. Caramba realmente muito bom!!! Gostei muito e também me ajudou muito a fazer uma trabalho escolar, parabéns pelo seu trabalho professor!!!

  6. Caro Professor Michel, boa noite!

    Reli o texto e, obviamente, dentro daquilo que penso, tentarei expressar a minha opinião. da maneira mais simples e humilde.
    Acredito que uma Estrutura Social bem articulada é exatamente da forma como a analisou: a interdependência é o termo mais feliz neste contexto.
    Penso que a ‘família’ ainda seja o grande pilar em uma Estrutura Social. Há que se ter uma meta na formação daqueles que a compõem. Tenho quatro filhos: três mulheres e um homem; sou filha de militar (o que nada foi de negativo em minha formação) e uma pedagoga. Com eles, principalmente com o meu pai, tive o que considero hoje uma formação exemplar no que se refere aos valores e princípios fundamentais para a formação de um caráter íntegro, posturas diante do “social” e, principalmente, a base do que chamo de válvula propulsora da intelectualidade.
    Apesar do meu pai ser militar eu o considerava, na época, um visionário. Era um pensador dotado de uma grande perspicácia; muito meticuloso, era exigente com relação principalmente a dois tópicos: saúde e educação eram as prioridades, até porque, na época, meus pais batalhavam muito para que nós, os seis filhos, tivéssemos a provisão das coisas mais básicas; Era um homem culto mas auto-didata; era um eterno buscador de conhecimento; lia muito e costumava encaixar nas situações da vida ‘citações’, ‘pensamentos’. Enfim, éramos uma família humilde, as coisas não vinham fáceis mas éramos felizes. Finalizando aqui, lembro-me que depois de ler “MalbaThaan, E O Homem Que Calculava”, incentivada por ele, meu pai, foi um ‘pulo’ para eu mesma pedir para ler “Jubiabá”, de Jorge Amado. Era meu ídolo, meu pai.
    Quando mãe, enquanto formadora, eu primei por repassar aquilo que já ‘era’ meu, somado a todo aquele cabedal apreendido durante a minha vida.Vale salientar que passei também pelos anos finais da ditadura militar e fui ativista, dentro e fora das Universidades. Desde muito pequenos levava meus filhos às votações (iam, inclusive, às urnas comigo), pintava-os e colocava bandanas em suas cabecinhas e seguia com eles “puxando” carreatas em movimentos políticos organizados, vale salientar. Eles adoravam! Acompanhava seus desempenhos escolares, incentivava-os nos esportes, estudo de línguas alternativas, artes, leitura, etc…O meu lema com eles era o seguinte: Quem não tem intelectualidade formada, idéias e ideais, não questiona – ACEITA – por não possuir elementos que basifiquem seus argumentos. Transmiti a eles os valores mais fundamentais para um ser humano viver bem consigo mesmo e com a Sociedade: Verdade, Honra e Hombridade.
    Talvez eu não tenha sido nem um pouco modesta no que escrevi mas a intenção foi boa para que eu pudesse formular a minha análise.
    Professor, encaixando o seu exposto na Sociedade Brasileira, não seria o ciclo vicioso de tantas irregularidades instalados a partir de ‘manipulações’ dos diferentes sistemas de governo que, de uma certa forma, vêm ‘amputando’ e ‘limitando’ de maneiras até sórdidas, diria eu, as perspectivas de uma ampla e positiva mentalidade coletiva?
    A partir do momento que o homem, possuidor de elementos morais e éticos, não passa ele a ‘querer’ e ser colaborador direto, constante e fundamental de uma ‘verdadeira’ Estrutura Social? Em todas as suas ramificações?
    Seria gratificante ter a sua opinião sobre o que escrevi!

    Obrigada.

    1. Olá Ana,

      Você é de uma geração onde a família ainda constituía o núcleo da formação da individualidade, num período de valores éticos como respeito, civilidade, polidez, considerados as mais elevadas virtudes sociais. Mas hoje esses valores se relativizaram, vivemos numa época de crise dos valores morais. A sociedade vive um processo de anomia. O que determina uma nação é o conjunto de normas, regras, preceitos, valores, que denominamos de consciência coletiva. É justamente essa consciência coletiva que está em crise. Os valores da modernidade como Deus, justiça, Bem, verdade se relativizaram. Isso é fato. Eu penso que você está certa, é necessário recuperar esses valores éticos e morais, para que o homem possa “querer ser colaborador direto, constante e fundamental de uma verdadeira estrutura social”. Mas isso só será possível a partir da educação e do esclarecimento político. A educação é a única forma de criar indivíduos pensantes e autônomos, pois ela desenvolve a capacidade de reflexão e julgamento da realidade, isto é, desenvolve a capacidade de informação e entendimento para uma análise e avaliação da sociedade em que vivemos. Ela prepara os indivíduos para a não aceitação, a manifestação, o afrontamento e a revolta; ensina-os a romper com as maneiras de ver, sentir e compreender as coisas. A escola sempre foi considerada o espaço de exercício da liberdade e da cidadania, pois ali se adquire atitudes, valores éticos, orientações e espírito crítico. É um espaço eminentemente político que deveria fomentar a liberdade individual e coletiva, possibilitando as mudanças sociais necessárias para a felicidade humana.

      Abraços
      Michel Aires de Souza

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s